sexta-feira, agosto 31, 2012

Livros sobre BD - Os meus Livros (VIII)




The Smithsonian Collection of Newspapers Comics é um dos mais importantes livros da minha colecção de obras de estudo da BD, neste caso específico de recolha e divulgação das bandas desenhadas que constituem um fascinante acervo da figuração narrativa americana.

Trata-se de uma edição com dimensões invulgares (35,5x25,5cm), composta por 336 páginas de elevada gramagem, que adquiri em Londres na década de 1980 por oito libras e meia, hoje um preço irrisório. Aliás, mesmo para a época, o seu custo podia ser considerado bastante acessível, graças ao facto de a entidade apoiante da edição ser a poderosa instituição cultural americana Smithsonian Institution Press.

O meu propósito é, neste caso, vagamente parecido com o da entidade que produziu o livro, e com o dos seus editores (editors, no sentido da palavra anglo-saxónica), Bill Blackbeard e Martin Williams: mostrar imagens de obras marcantes da banda desenhada americana, algumas delas quase desconhecidas de muitos apreciadores (em especial os da geração mais recente) da figuração narrativa - expressão que, pessoalmente, considero a mais apropriada e que melhor define esta criação verbo-icónica.

Dada a extensão da peça, e a grande quantidade de imagens que se torna imprescindível mostrar, tenciono dedicar mais três "posts" a tão notável obra.

Imagens que ilustram o "post":
1. Capa do livro
2.Hogan's Alley - Richard Felton Outcault - 1896
3. Buster Brown - R. F. Outcault -1905
4. The Katzenjammer's Kids - Rudolph Dirks - 1911
5. Maud - Fred Opper -1905
6. Little Nemo in Slumberland - Winsor McCay - 1908
7. Little Nemo in Slumberland - Winsor McCay - 1908    

------------------------------------------------------------------
Os visitantes deste blogue que estiverem interessados em ver os sete "posts" anteriores deste tema, poderão fazê-lo clicando sobre o item Livros sobre Banda Desenhada-Os meus Livros visível no rodapé

quarta-feira, agosto 29, 2012

Concurso Jovens Criadores 2012



Como muito bem diz o press release do Clube Português de Artes e Ideias - CPAI, esta 15ª edição do Concurso Jovens Criadores procura dar continuidade à mais abrangente plataforma de divulgação do trabalho de artistas em início de carreira no nosso país.

Este concurso tipo mix é de uma abrangência excepcional, visto incidir sobre quatorze áreas artísticas onde, muito justamente, se engloba a Banda Desenhada.

Tal como o seu título indica, destina-se a jovens. Por conseguinte, só poderá concorrer quem não tenha passado a barreira dos 30 anos, à data de 31.12.2011

As inscrições estão abertas até 14 de Setembro, e poderão inscrever-se cidadãos portugueses ou quaisquer indivíduos residentes em Portugal, interessados nas seguintes actividades (por ordem alfabética):
Artes Digitais, Artes Plásticas, Banda Desenhada, Dança, Design de Equipamento, Design Gráfico, Fotografia, Ilustração, Joalharia, Literatura, Moda, Música, Teatro e Vídeo.

Por responsabilidade deste bloguista, aqui fica um destaque:

BANDA DESENHADA E ILUSTRAÇÃO

01. São admitidas obras originais de Banda Desenhada e de Ilustração.

02. Os concorrentes à área de Banda Desenhada poderão apresentar projectos compostos por um máximo de 6 pranchas cada um e prontos a expor.

03. O formato máximo admitido nas duas áreas é A1.

04.  Serão seleccionados para apresentação na Mostra Jovens Criadores 2012, até oito autores.


 
Para mais pormenores, reproduz-se em seguida parte do regulamento:

AGOSTO 2012
Clube Português de Artes e Ideias

CONCURSO JOVENS CRIADORES 2012
Estão abertas as inscrições para o concurso Jovens Criadores 2012.
Já na sua 15ª edição, esta é uma iniciativa conjunta do Instituto Português do Desporto e da Juventude e do Clube Português de Artes e Ideias, que se destina a dar a conhecer artistas em início de carreira, até aos 30 anos, de nacionalidade portuguesa ou residentes no país.

As inscrições decorrem até 14 de Setembro.

As áreas a concurso são: Artes Digitais, Artes Plásticas, Banda Desenhada, Dança, Design de Equipamento, Design Gráfico, Fotografia, Ilustração, Joalharia, Literatura, Moda, Música, Teatro e Vídeo.

Os projectos seleccionados por parte de júris especializados em cada área artística serão apresentados na Mostra Jovens Criadores 2012.

Do corpo de artistas seleccionados é escolhida uma delegação que representará Portugal na próxima edição da Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo ou da Mostra de Jovens Criadores da CPLP.

Desde 1996, a Mostra Jovens Criadores já se realizou em Lisboa, Guarda, Aveiro, Braga, Porto, Coimbra, Santa Maria da Feira, Silves, Amarante, Montijo, Odivelas, Évora e Vila Franca de Xira, tendo sido plataforma de lançamento e confirmação de criadores que muito têm contribuído para uma desejável renovação do panorama artístico nacional.

A título de exemplo, por aqui passaram:
Alexandra Moura, André Murraças, André Sier, Cristina Filipe, Gonçalo M. Tavares, João Fazenda, João Garcia Miguel, João Pedro Vale, José Luís Peixoto, Rudolfo Quintas, Soraya Vasconcelos ou Tiago Guedes.

Para ver o regulamento completo será necessário visitar o sítio
http://www.artesideias.com
ou
http://www.juventude.gov.pt
onde é possível obter toda a informação sobre a iniciativa,
e descarregar o regulamento
e a ficha de inscrição.

* Informações :
Clube Português de Artes e Ideias
Largo Rafael Bordalo Pinheiro, nº 29 - 2º
1200-369 Lisboa

tlf 213230091
tlm 963784030
E-mail: press@artesideias.com .


--------------------------------------------------------------------
Quem tiver curiosidade em ver regulamentos de concursos anteriores e respectivas entidades organizadoras, poderá satisfazer-se clicando no item Etiquetas: Concursos de Banda Desenhada que está visível aqui em baixo no rodapé

domingo, agosto 26, 2012

Webcomics (III) - A Garagem de Kubrick, por Carla Rodrigues e J.B.Martins


A Garagem de Kubrick é uma componente de BD do espaço de crítica cinematográfica intitulado Cineblog. O cinema é então, como o seu título indicia, onde se foca mais intensamente o interesse artístico de J.B.Martins, nome com que também assina os argumentos passados a banda desenhada (outro dos seus temas predilectos) por Carla Rodrigues, compondo  ambos o duo autoral deste já longo webcomic.

Cinema e BD estão indissoluvelmente ligados em cada um dos episódios. Bem flagrante desse facto são as seguintes pranchas: GDK 41 (2/7/2012), intitulada "O Não Tão Fantástico Homem-Aranha" (1ª imagem a contar do topo que ilustra o presente "post"), em que o super-aracnídeo é alvo da risota de alguns dos seus confrades, que até lhe atiram com bolas de papel, e GDK 36 (12/12/2011), "A Fúria dos Martelos", onde se vê o Super-Herói Thor fora da tela, a ridicularizar o violento protagonista do filme "Drive" que, tal como ele, também empunha um martelo. Ou ainda a prancha GDK 34 (7/11/2011) em que surge uma figura que faz lembrar um pouco a própria desenhadora do webcomic, tendo como argumento base para o episódio auto-conclusivo uma evidente referência a obra cinematográfica bem conhecida, como é o caso do excelente filme "Brokeback Mountain", com as figuras dos dois cowboys que por inusitada opção ficcional neste tipo de filmes, são gays .

Compreende-se a quinzenalidade com que tem sido afixada cada uma das 42 pranchas realizadas até 30/7/2012: fazer uma prancha leva o seu tempo (desenhar, legendar, colorir) pela parte da grafista, dando de barato a escrita do argumento e a sua passagem a guião. Além do facto de que o duo autoral têm obrigações profissionais a cumprir (o webcomic não dá qualquer rendimento, é feito por puro gozo de criatividade), sendo que Carla Rodrigues (26 anos, portuense) é bióloga, e J.B.Martins (ou melhor: quem está por trás deste pseudónimo) é jornalista (26 anos, coimbrão).

Mas mesmo com as respectivas obrigações profissionais, Carla e J.B. mantêm este webcomic desde 21 de Julho de 2009, data do início da publicação - por acaso não com uma prancha mas com uma tira, como se pode ver na 4ª imagem que ilustra o "post"-, data essa que coincidiu exactamente com quarenta anos e um dia após a chegada do homem à Lua. 

De ressaltar que A Garagem de Kubrick é o único webcomic na blogosfera portuguesa com esta característica incomum: basear sempre as suas bandas desenhadas em comentários e/ou críticas a filmes, como o provam as tramas dos quarenta e dois episódios publicados até agora.
--------------------------------------------------------------------
Nota do bloguista: Neste mesmo blogue existe a rubrica "Internet e Banda Desenhada - PORTUGAL - Blogs e Sites de BD - de A a Z", iniciada em 23 Março 2008. É fácil localizá-la na coluna das "Categorias".
Está dividida em duas partes, sendo a primeira totalmente dedicada a blogues que tratam em exclusivo de banda desenhada, e a PARTE II a focar espaços dedicados a outros temas, mas que também incluem BD. Lá aparece o "Cineblog", na respectiva ordem alfabética (ainda estava no início quando o incluí na listagem). Infelizmente, ao fazer esse trabalho (homérico), que fui actualizando gradualmente, não datei as actualizações.  
--------------------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em ver os dois "posts" anteriores poderão fazê-lo clicando no item "Webcomics" visível em rodapé
--------------------------------------------------------------------
Visitem também:
http://cineblog.pt/tag/A+Garagem+de+Kubrick
http://carlarodriguesart.blogspot.com
http://cineblog.blogs.sapo.pt
http://www.facebook.com/agaragemdekubrick

quinta-feira, agosto 23, 2012

Críticas e Notícias sobre BD na Imprensa (XXVI)



Arte Nona é o título da secção  dedicada à BD no mensário A Voz de Ermesinde, que ocupa duas páginas completas - uma de texto, outra de banda desenhada propriamente dita. Um excelente espaço jornalístico, coordenado pelo jornalista - apreciador de BD, obviamente - Luís Chambel.

.Na edição de 30 de Julho de 2012, a página de texto era dedicado a dois fanzines: ao Efeméride (nº5 - Julho 2012) editado em Lisboa por este mesmo bloguista, totalmente preenchido por bandas desenhadas; e o Banda Poética (nº 1 - Julho 2012) editado em Cabo Verde, na cidade de Praia, pela designer gráfica portuguesa Inês Ramos, que se compõe de poesias de vários poetas, e uma bd de dez pranchas, intitulada "O Poeta", da autoria completa (argumento, desenho e legendagem) do cabo-verdiano Heguinil Mendes.

A página ímpar - a de honra, como é classificada em geral - é sempre dedicada à publicação de banda desenhada, ultimamente ocupada pela bd "O Ajudante de Cangalheiro", da autoria completa (argumento, desenho e legendagem) de Paulo Pinto. (1)

Este "Arte Nona" existe desde 30 de Junho de 2005 (todos os quinze dias, até ao final de 2011, e todos os meses a partir de então, dado que o jornal entretanto passou a publicação mensal em papel).

Entretanto, a partir de 2012 publica-se em edição online quatro vezes por mês.

Houve uma tira dupla de BD, "O Mexilha", que antecedeu a rubrica Arte Nona, visto ter-se iniciado a 30 de Agosto de 2004,com periodicidade quinzenal, e aparecendo ininterruptamente até 30 de Novembro de 2011, quando foi suspensa.

Um foco activo em prol da BD num modesto jornal de Ermesinde! (2)  

Saravá, Luís Chambel.

.
(2) http://www.avozdeermesinde.com  (clicar na alínea Arte Nona)
---------------------------------------------------
Os interessados em ver as 25 anteriores postagens (com início em 15 de Julho de 2005) do presente tema, poderão fazê-lo, bastando para isso clicar no item Imprensa - Críticas e notícias sobre BD, visível aqui por baixo no rodapé

terça-feira, agosto 21, 2012

Cursos, Workshops BD em Lisboa

É inquestionável que a instituição Museu do Oriente tem desenvolvido meritória actividade em áreas culturais e artísticas diversificadas. Desta vez é a banda desenhada japonesa - popularizada pelo vocábulo nipónico mangá junto de milhares de aficionados da BD - que está em foco.

De facto, o Museu do Oriente decidiu organizar um workshop de mangá. Os formadores - da NCreatures, editores da revista Banzai - iniciaram o curso nos dias 9 e 10 de Agosto (lamento não ter sabido atempadamente), e vão continuá-lo nos dias 6 e 7 de Setembro, e quem tiver interesse em participar poderá inscrever-se até ao dia 30 do corrente mês de Agosto.

A iniciativa insere-se num conjunto de oficinas pensadas para as férias de Verão.

Público-alvo: todas as idades, a partir dos 12 anos.

Preço por participante: 60.00€

Local: Museu do Oriente

Lisboa (Alcântara)

Avenida Brasília 

domingo, agosto 19, 2012

Última Hora!



Embora raramente, há notícias relacionadas com a BD que nos surpreendem intensamente. É o caso da próxima organização do Centro Nacional de Cultura (CNC), intitulada "Brasil Barroco, Brasil de Sempre", que incluirá uma viagem no âmbito do ciclo "Os Portugueses ao Encontro da Sua História", em que participará o ilustrador/autor de BD Nuno Saraiva, aka N.S., com a missão de realizar algo aparentado com uma crónica de viagem em banda desenhada.


Sabendo-se que Guilherme de Oliveira Martins, presidente do CNC (instituição cultural sediada em Lisboa) é assumidamente um culto e exigente apreciador de BD, não causa grande estranheza a iniciativa, o que não impede de a considerar digna de sincera admiração, que releva uma atitude de corajosa abertura de espírito.
Esperemos - nós, os que nos inserimos  também na área dos leitores/apreciadores/coleccionadores de BD -, que a obra final de Nuno Saraiva "N.S." venha a ser editada em álbum, quiçá sob chancela do Centro Nacional de Cultura. Pouco provável, mas não impossível.

A viagem terá lugar entre 1 e 13 de Setembro, e o meu amigo N.S. irá passar pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Diamantina, Ouro Preto e Tiradentes. Sempre a recolher impressões de viagem, e a transformá-las em imagens, com a desenvoltura e o inconfundível estilo gráfico que se pode admirar nas duas vinhetas de sua autoria, pertencentes à extensa obra "Na Terra Como No Céu" (infelizmente suspensa, após a publicação de 536 pranchas no semanário Sol), e que vagamente podem associar-se à sua próxima missão (à falta de imagens mais apropriadas para a representar, em desespero de causa foram estas retiradas, com a devida vénia ao bloguista/autor de BD, do seu blogue http://naterracomonoceu.blogspot.com )

Informação a posteriori, afixada em 1 de Setembro:
Passou agora a estar no topo do "post" uma nova imagem,  também da autoria de Nuno Saraiva, mas agora sim, feita propositadamente para servir de ilustração ao evento promovido pelo CNC, intitulado "Os Portugueses ao Encontro da Sua História. Brasil Barroco, Brasil de Sempre", consubstanciado numa viagem que se iniciou hoje com destino ao Brasil, como está descrito no corpo principal da presente postagem. 
     

quinta-feira, agosto 16, 2012

Festivais, Salões BD e afins - (Faro) 1º Manga & Comic Event





I Evento Manga e Comic do Algarve/ 2012 ou, outro título pelo qual também se apresenta, 1º Manga and Comic Event, isto é afinal, a primeira iniciativa do género no Algarve, mais concretamente em Faro, com permanência marcada para os já muito próximos dias 18 e 19 de Agosto, diariamente das 14 às 21 horas.

Como tem acontecido noutras cidades portuguesas, designadamente Lisboa e Porto, onde a BD de origem japonesa (a mangá, como é bem conhecida) tem já maior impacto popular, este tipo de eventos caracteriza-se por possibilitar o convívio de fãs de banda desenhada japonesa com os da europeia e da amaericana (os "comics", caracterizado por super-heróis e correlativos), cinema de animação - em especial o japonês, conhecido por "animê"-, vídeojogos, desfile de cosplay (diminutivo de "costume play", composto por fãs mascarados de personagens de mangá e de animê), workshops de desenho orientados pelo designer André Pereira, e um outro workshop intitulado "Manga vs Comic", orientado por Paulo Montes e Laura Guerreiro

A organização está a cargo de Jennifer Guerreiro e Fábio Neves, gente nova ambos de 26 anos, que se auto-denominam por "Geeks do Algarve", dispostos aanimar o Verão algarvio com um tipo de evento que, com certeza, irá surpreender muitos farenses e até os numerosos turistas que veraneiam na capital algarvia.

O evento decorrerá num espaço cedido pela ASSOCIAÇÃO FARO 1540Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro - Rua Reitor Teixeira Guedes, nº133 - Faro

Cito aqui palavras de Fábio Neves, em entrevista para o Jornal Algarve 123:

“No Japão lançam banda desenhada todas as semanas, para todas as idades. O ritmo de produção é alucinante. No metro japonês é banal ver-se pessoas de fato, gravata e pasta de executivo a ler estas revistas. Existe manga direccionada para adultos, em que as histórias não são o puto com super poderes que vai salvar o mundo de 30 ou 40 monstros maus, mas sim argumentos mais rebuscados. Aqui em Portugal, há a ideia que os desenhos animados e a banda desenhada são para as crianças. No Japão, são para toda a gente!”.

Jennifer Guerreiro - licenciada em artes visuais pela Universidade do Algarve -, também entrevistada pelo mesmo jornal, acrescenta:

"A nossa ideia é fazer um evento que seja divertido, um pouco como já acontece com regularidade em Lisboa e Porto."

Não faltará a componente comercial na área das publicações especializadas. Para tanto estarão presentes as seguintes livrarias: Casa da BD, Kingpin Books e PTMarché.

O programa irá sendo actualizado em:

Para ver as normas de inscrição nos workshops (limite: 10 pessoas) e desfile de cosplay (máximo: 15 pessoas), enviar e-mail para:

segunda-feira, agosto 13, 2012

Improvisos na Toalha de Mesa (XI)




Ficam aqui reproduzidos três improvisos na toalha de mesa rabiscados pelos ilustradores e autores de banda desenhada João Amaral , Pedro Alves e, no terceiro pedaço de toalha, de Petra Marcos (os de baixo, com um bom retrato de Álvaro) e de Nuno Duarte "Outro Nuno" (os de cima) - durante o encontro da Tertúlia BD de Lisboa do dia 7 do corrente mês de Agosto.

Cada encontro daquela tertúlia dá pano para mangas no que concerne a material gráfico digno de ser mostrado neste blogue (aliás, o meu amigo Machado-Dias também o aproveita no seu excelente blogue Kuentro (*).

Para além de, todos os meses, ser aqui feita a apresentação do Convidado Especial, sempre um novo da banda desenhada portuguesa, também neste blogue (e em seguida, no Kuentro) se mostra o habitual comic jam - o mais recente pode ser visto no "post" do passado dia 8.

Chega agora o momento de mostrar algumas das ilustrações que enchiam as toalhas de papel do restaurante do Parque Mayer onde se realiza a tertúlia. E só não mostro mais porque há sempre outros interessados que se me antecipam... Isto porque (ainda) não tenho o dom da ubiquidade para estar em várias mesas ao mesmo tempo à espera que o ilustrador/banda-desenhista acabe de desenhar... 

(*) http://kuentro.blogspot.com   ("post" de 11 de Agosto) 

------------------------------------------------------
Para o caso de alguém querer ver outras ilustrações improvisadas reproduzidas nos 10 "posts" anteriores, poderá fazê-lo clicando sobre o item Improvisos na toalha de mesa, visível no rodapé

sexta-feira, agosto 10, 2012

Exposições BD Avulsas (XXIV)


Caprioli, mestre italiano de banda desenhada, tem numerosos admiradores em Portugal. Daí que, com inauguração hoje, dia 10 de Agosto, ele comece a ser homenageado em Viseu, através de exposição montada na Feira de São Mateus, no Pavilhão Multiusos, e ali permanecerá até 26 de Agosto de 2012.

Trata-se de uma mostra que se poderá considerar itinerante, visto que já esteve patente em Moura, entre Junho e Julho.
Como se justifica esta deslocação? Porque se trata de uma organização conjunta da Câmara Municipal de Moura e do Grupo de Intervenção e Criativadade Artística de Viseu - Gicav, do Instituto Português do Desporto e Juventude, e da Inovinter.

Dia 11, Sábado, pelas 17.00 horas, haverá uma sessão especial, constituída por uma visita guiada à exposição, conduzida por Luiz Beira.
Nessa sessão será igualmente apresentado um e-book (edição GICAV), cujo texto se deve a Jorge Magalhães.
---------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------

CAPRIOLI

Breve biobibliografia

Franco Caprioli, um dos mais ilustres autores da banda desenhada italiana e mundial, nasceu em Mompeo, província de Rieti, no dia 5 de Abril de 1912.

Desde cedo, manifestou grande paixão pelas coisas do mar (talvez influenciado por um tio, Capitão de fragata), o que, aliado ao jeito para o desenho, originou um caso curioso: o pequeno Caprioli começou a desenhar o mar mesmo antes de o ter visto pela primeira vez! Esta paixão manteve-a ao longo da vida o que, naturalmente, se refletiu na sua obra, onde a temática marítima e os países exóticos tiveram um papel muito relevante. Por essa razão Caprioli ficou conhecido como “O Poeta do Mar”.

A sua “imagem de marca” foi a utilização do “pontilhismo” (técnica que consiste em desenhar pontos muito próximos uns dos outros, para dar a ilusão de sombras ou relevo), que aplicou com mestria nas histórias que desenhou.

A obra de Caprioli - imensa e magnífica – espraiou-se por revistas italianas mas também inglesas, francesas, belgas, espanholas e portuguesas.

Na sua obra contam-se algumas das melhores adaptações de clássicos da literatura popular, muitas delas publicadas no nosso país como, por exemplo, “A Ilha Misteriosa”, “Miguel Strogoff”, “Os filhos do Capitão Grant”, “Os violadores do bloqueio” ou “Aventuras no Mar” (romances de Julio Verne, editados nos anos 70 e 80, sob a forma de álbum BD, e que hoje se encontram praticamente esgotados).

“Os filhos do Capitão Grant” foi mesmo a última história em que o artista trabalhou, deixando-a inacabada devido ao seu súbito falecimento, em Roma, a 8 de Fevereiro de 1974.
Outro desenhador italiano, Gino D’Antonio, completaria, posteriormente, o seu trabalho, desenhando as últimas sete páginas.
(Texto de Carlos Rico)
---------------------------------------------------------------
Os visitantes deste blogue que, por mera curiosidade, queiram ver os restantes vinte e quatro  "posts" do presente tema, poderão fazê-lo clicando no item  
Exposições BD avulsas 
visível no rodapé

quarta-feira, agosto 08, 2012

Comic Jam nº 43

O próprio Convidado Especial da Tertúlia BD de Lisboa foi - como é habitual -, o iniciador de mais esta prancha de banda desenhada colectiva em criação de improviso. Que, por acaso, até teve a colaboração valorizadora de Victor Mesquita.

Esta é já a 44ª prancha, o que, com a continuação mensal, dará um uma boa edição em papel
Nela colaboraram os seguintes desenhadores/ilustradores, episodicamente autores de BD:

1. João Martins (Convidado Especial da TBDL) ------------  2. João Vasco Leal
3. Carlos Páscoa ----------------------------------------------------     4. Victor Mesquita
5. Pedro Cruz --------------------------------------------------------    6. Pepedelrey

-----------------------------------------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em verem os "posts"anteriores deste tema, poderão fazê-lo com um simples clique no item Comic Jam visível no rodapé

segunda-feira, agosto 06, 2012

Tertúlia BD de Lisboa




João Martins (autor das pranchas de banda desenhada que se vêem aqui por cima) é o Convidado Especial da Tertúlia BD de Lisboa, no dia 7 de Agosto. 

Ele faz parte daqueles numerosos jovens dotados para o desenho que gostam de fazer BD. Todavia, só esporadicamente conseguem encontrar hipóteses de concretizar as suas potencialidades, visto que desapareceram as revistas especializadas, e fazer uma banda desenhada longa  de quarenta e seis pranchas para um álbum comercial é tarefa que exige meses de trabalho - e a tempo diário inteiro, não é tarefa para as "horas livres" -, com a agravante de ter deixado de haver, por parte das editoras, pagamento à prancha ou pagamento antecipado, mesmo que parcial.

Daí que João Martins tenha tido, até agora, escassas hipóteses de publicação de BD. Em contrapartida, teve a oportunidade de colaborar no álbum colectivo intitulado Sete Histórias em Busca de Uma Alternativa, com o episódio "O Caso das Inacreditáveis Coincidências Ocorridas às Treze e Treze de Um Dia Treze e dum Telefonema Desesperado a Meio da Noite", sob argumento de Álvaro Áspera.

O álbum foi editado em 2010 pelo GRAL - Gabinete para a Resolução Alternativa de Litígios.

Nota: A ilustrar este "post" está o seguinte:
1) Prancha da bd "O Caso das Inacreditáveis Coincidências Ocorridas às Treze e Treze de Um Dia Treze e dum Telefonema Desesperado a Meio da Noite"
2) Prancha da bd "Poema de Um Funcionário Cansado", baseado em poema de António Ramos Rosa
---------------------------------------------------------------------
JOÃO MARTINS

Biobibliografia

João Martins começou a fazer bandas desenhadas na infância, inspirado na colecção de BD do pai.

Em 2005 teve a sua primeira experiência na área, ao obter o 1º Prémio da categoria A do concurso incluído no Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora. Nesse mesmo ano é-lhe publicada no nº 1 de Sketchbook a banda desenhada intitulada "A Parede", sendo a colorização de Nikolai Nekh, e ainda no mesmo ano surgiu em Blazt (nº1) a sua bd "(Lat. Somniu)".

Em 2006 transformou em banda desenhada o "Poema de Um Funcionário Cansado" (veja-se a prancha reproduzida no topo do "post", em 2º lugar), de António Ramos Rosa, publicada na revista Textos e Pretextos.

Em 2009 voltou a obter o 1º Prémio do Escalão A no concurso de BD da Amadora; no mesmo ano colaborou no nº3 da revista Aula Magna, fazendo, em parceria com Pedro Roxo, a prancha inicial da bd "O Contrato Social", sob argumento de Álvaro Áspera. Em dupla com o argumentista André Oliveira fez a bd "A Culpa é do Instinto", uma só prancha, para o fanzine Tertúlia BDzine (nº 136, Jan. 2009).

Em 2010 colaborou no álbum colectivo intitulado Sete Histórias em Busca de Uma Alternativa, com a banda desenhada "O Caso das Inacreditáveis Coincidências Ocorridas às Treze e Treze de um Dia Treze e dum Telefonema Desesperado a Meio da Noite" (6 pranchas a cores) sob argumento de Álvaro Áspera.

Pergunta de GL: Como e qundo é que começou o seu interesse pela BD?
Resposta de JM: "O meu pai tinha uma colecção modesta, da qual eu retirei alguns livros que não compreendi totalmente na infância, mas que tiveram grande importância na minha adolescência.
Tinha especial gosto nos álbuns do Quino (creio que editados pela Dom Quixote), e recordo alguns livros de Blake et Mortimer. Em especial havia um outro que guardo agora com religiosidade: uma colectânea da revista Visão.

Pergunta: Que heróis ou séries lhe captaram o interesse, enquanto leitor de BD?
Resposta: Não sou particularmente atento a séries, nem sigo nenhum personagem em particular. Mas posso indicar uma lista não ordenada dos meus livros preferidos:

. City of Glass - Dave Mazzuchelli e Paul Karasik a partir de Paul Auster
. Asterios Polyp - Dave Mazzuchelli
. Hard Story - Horacio Altuna e Jorge Gonzalez
. Acme Novelty Library: Lint - Chris Ware
. Jimmy Corrigan The Smartest Kid on Earth - Chris Ware
. Ghost World - Daniel Clowes
. Maus - Art Spiegelman
. Obrigada Patrão - Rui Lacas
. A Vida Numa Colher - Miguel Rocha
. Watchmen - Alan Moore e Dave Gibbons
. Buscavidas - Alberto Breccia e Carlos Trillo
. Black Hole - Charles Burns
. Stigmata - Lorenzo Mattotti
. A Pior Banda do Mundo - José Carlos Fernandes
. Tu és a mulher da minha vida, ela é a mulher dos meus sonhos - Pedro Brito e João Fazenda

João Vasco Policarpo Martins, Lisboa, 1986. Licenciado em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. 

-------------------------------------------------------------

Ciclo: Nova BD portuguesa

Este ciclo, a decorrer permanentemente desde Junho de 1985, tem a finalidade de distinguir, com DIPLOMA DE INCENTIVO, gente da BD a vários níveis:


1) Autores jovens em princípio de carreira, mas com obra publicada - embora escassa - quer em fanzines, jornais, revistas ou, eventualmente, em álbuns (por edição alternativa, seja com apoio autárquico ou de empresa privada, até mesmo em edição de autor);


2) Autores já com obra significativa,mas demasiado novos para serem homenageados;


3) Autores que fizeram banda desenhada, de forma esporádica, há uns tantos anos, tendo desistido da BD e optado por diferente actividade (Incentivo de tipo retroactivo);


4) Desenhadores adultos que só tardiamente tiveram BD editada, sendo-lhes dado este incentivo pela TBDL, independentemente da sua idade.
  


------------------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em ver as anteriores postagens poderão fazê-lo clicando no item Tertúlia BD de Lisboa, incluído em rodapé  

-------------------------------------------------------------------

Lista de presenças neste 337º Encontro da TBDL
(Lista elaborada a posteriori e susceptível de ter falhas; por isso agradeço que quem notar alguma, envie comentário):

1. Adelina Menaia
2. Álvaro
3. Ana Saúde
4.Ana Vidazinha
5. André Oliveira
6. António Isidro
7, Carlos Páscoa
8. Cristina Amaral
9. Falcato
10. Filipe Frade aka "Ninja"
11. Geraldes Lino
12. Gonçalo Neto
13. Helder Jotta
14. Hugo Teixeira
15. Ibérica Kok
16. Inês Ramos
17. Isabel Cardeira
18. JCoelho
19. JMascarenhas
20. João Amaral
21. João Antunes
22. João Figueiredo
23. João Martins - Convidado Especial
24. João Vasco Leal
25. José de Deus Rodrigues
26. Josep Escalé
27. Luís Valente
28. M.A.L.S.
29. Manuel Valente
30. Maria João Lopes
31. Mário Freitas
32. Miguel Ferreira
33. Milhano
34. Moreno
35. Nuno Amado aka "Bongop"
36. Nuno Duarte aka "Outro Nuno"
37. Nuno Neves aka "Verbal"
38. Paulo Costa
39. Paulo Jorge Ceia
40. Paulo Marques aka "Estranho"
41. Pedro Alves
42. Pedro Bouça aka "Hunter"
43. Pedro Cruz
44. Pepedelrey
45. Petra
46. Rechena aka "Dona Zarzanga"
47. Rui Batalha
48. Rui Domingues
49. Sá-Chaves
50. Sandra Oliveira
51. Victor Mesquita 

sexta-feira, agosto 03, 2012

Festivais, Salões BD e afins - (Luanda) 9º Festival /2012







O 9º Festival Internacional de BD e Animação Luanda Cartoon 2012, inicia-se no próximo dia 10 de Agosto (6ª feira) e prolonga-se até dia 17, também 6ª feira.

Este evento é organizado desde 2005 pelo Olindomar Estúdio - dos irmãos Olímpio de SousaLindomar de Sousa (em cima, na foto) - e a sua realização estende-se por dois locais da capital angolana: o Instituto Camões do Centro Cultural Português, e o Centro Comercial "Belas Shopping".

Pelo facto de o Festival BD decorrer com grande proximidade às eleições gerais de Angola, um dos temas para as bandas desenhadas e os cartunes tem a ver com o voto.

Estarão presentes, ao longo dos dias, vários autores de BD, angolanos e estrangeiros, nestes se incluindo portugueses.
Entre os angolanos constam os próprios organizadores, os irmãos Sousa, Olímpio e Lindomar, Tché Gourgel, Horácio da Mesquita, Armando Pupulu, Casimiro Pedro, King André, Pai Jota, Canth Júnior, Altino Chindele, Ermenegildo Pimentel e os Eclips (estúdio com autores que cultivam o estilo mangá).

No que se refere aos portugueses, esteve prevista a presença de Filipe Andrade e Ricardo Cabral (hipótese infelizmente cancelada, por falta de verba...) e a inclusão na área expositiva de pranchas de Hugo Teixeira, J.Mascarenhas, João Amaral e Teresa Câmara Pestana. Haverá também pranchas de dois brasileiros, Alexandre e Adams Damas, de dois autores do Uzbequistão, Makhmud Eshonkulov, de um moçambicano, Zorito Chiwanga; e (surpresa!) de um da República Democrática do Congo, Jeremie Sing.

Uma curiosidade para registo: deste festival que começou em 2005, as três primeiras edições foram realizadas trimestralmente nesse primeiro ano, só posteriormente tendo passado à periodicidade anual. 

Nota: O cartaz que está colocado no topo deste "post" é da autoria do angolana Nelo Tumbula.   
----------------------------------------------------------------------
Para ver postagens anteriores acerca de Festivais BD, bastará clicar no item
Etiquetas: Festivais de Banda Desenhada e Prémios respectivos,
visível no rodapé