sexta-feira, março 30, 2007

BD portuguesa nos jornais (LIII) - Mundo Universitário - Autor: Pedro Nogueira

Prancha da banda desenhada autoconclusiva "A Faculdade de Esquecer", da autoria de Pedro Nogueira
in jornal semanal gratuito Mundo Universitário - nº 62, 26 Março

Esta bd é a 52ª publicada ao longo de dois anos de apoio do jornal Mundo Universitário à BD portuguesa, publicada em condições excepcionais: grande formato (próximo do A3) e a cores.
---------------------------------------------------------
"Post" remissivo
Outras bandas desenhadas podem ser vistas em postagens anteriores, nas datas abaixo indicadas:
Março 23 - José Lopes (M.U. nº 61)
" 16 - Zé Paulo (M.U. nº 60)
" 7 - Lam (M.U. nº 59, 5Março)
" 1 - Ricardo Correia (desenho), André Oliveira (argumento), Ana Maria Baptista (colorido) (M.U. nº 58, 26Fev.)
Fev.12 - Pedro Zamith (M.U. nº 57, 12 Fev.)
" 7 - Nazaré Álvares (MU nº 56, 5 Fev.)
" 7 - Marco Mendes (MU nº 55, 29 Jan.)
Jan. 23 - Ângela Gouveia (MU nº 54, 22 Jan.)
" 16 - Filipe Goulão (MU nº 53, 15 Jan.)
2007 - (lista acima)
Dez.6- A.Rechena
Nov.28 - José Lopes
" 21 - Pedro Alves
" 14 - Nuno Saraiva
" 8 - Pedro Morais
Out.31 - Ricardo Ferrand
" 24 - Algarvio
" 17 - Ricardo Cabral
" 11 - Álvaro
" 5 - Pedro Massano
Set.27 - Derradé
" 24 - Nuno Saraiva
Ainda em 2006, mas após as "férias grandes" (entre 8Jun. e 24Set, lapso de tempo em que o MU não foi editado), a lista de colaboradores vê-se daqui para cima
Jun.8 - Estrompa
Maio 31 - António Valjean
" 24 - Pedro Nogueira
" 20 - Zé Manel
" 16 - Ricardo Cabral e Jorge Cabral
" 12 - Pepedelrey
" 4 - J.Mascarenhas
Abril 5 - Cheila
Março 29 - Pedro Morais
" 20 - Júcifer (Joana Figueiredo)
" 15 - Pedro Nogueira
Fev.14 - A.Rechena
" 8 - Derradé
Jan.19 - Pedro Alves
2006 (lista acima)
Dez.12 - Álvaro
Nov.24 - Luís Valente
" 15 - Paulo Marques e Bruno Silva
Out.28 - Fritz
" 13 - Francisco Sousa Lobo
2005 (Lista acima. Neste ano houve mais autores publicados no MU, mas cujas pranchas não foram reproduzidas aqui no blogue).

domingo, março 25, 2007

Afonso Henriques, Álvaro Cunhal, António Salazar, dos três qual o maior português? A Banda Desenhada tem a sua perspectiva


A visão lúcida e sarcástica do autor-artista Nuno Saraiva, numa excelente banda desenhada autoconclusiva em duas pranchas
in TABU, revista/suplemento do semanário SOL, de 23 Fev. 07

Claro que uma forma de arte inteligente e crítica, como é a Banda Desenhada (só os incultos e medíocres a depreciam) teria de apresentar uma perspectiva mordaz acerca do tão controverso concurso "Grandes Portugueses", que visa encontrar, através de mensagens de telemóvel tipo SMS, aquele que o público considera o mais importante entre os "Grandes Portugueses" de sempre.

Consta que a ideia foi importada da conspícua (ma non troppo, pelo que se vê...) BBC. E, ao que parece, a dita British Broadcasting é considerada intocável e acima de qualquer crítica, ou seja, qualquer projecto televisivo que nasça lá, por mais estapafúrdio, adquire automaticamente, entre os responsáveis da televisão do Estado, o estatuto de intocável. O que não é o caso desta vez, de forma alguma, na minha opinião.

Mas como o processo se pôs em andamento, neste país pacóvio onde sempre se copiou a estranja, vamos ver hoje - vamos, salvo seja, eu não conto ligar o caixote -,mas verá quem quiser, estamos em Democracia (coitada, o que lhe obrigam a engolir aqueles que nunca a desejaram), o sensacional embate entre Afonso, Álvaro e António (de há uns anos para cá, é assim, pelo nome próprio e não pelo apelido, que se tratam os concorrentes, mesmo que sejam idosos, se calhar é para ser mais democrático, e eu não quero destoar).

Sensacional embate esse que ditará, para a eternidade - pelo menos até ao próximo concurso, talvez aquele onde se vote "qual o concurso televisivo mais estúpido de sempre" - ditará, dizia, quem entre os três (parece que) mais votados até agora, Afonso, Álvaro ou António, ou, usando os apelidos como era usual AC.TV (Antes dos Concursos da TV), os candidatos Henriques, Cunhal ou Salazar, vai ser entronizado "post mortem" pelos portugueses.
Engraçada e original banda desenhada, da autoria de José Nunes
blog: os-dedos.blogspot.com
in revista Atlãntico, Março 07
Os tais que uma sujeita loura que falava (matraqueava) na televisão, quando se referia àqueles espectadores (que ela generalizava para "os portugueses") que se davam ao trabalho de votar no concorrente que teria de sair da "Casa", se a Carla Vanessa Conceição, se o Alberto do Jardim das Bananas.
Aliás, por falar em bananas: se aquela ilha, que ainda é Portugal, fosse mais populosa, em vez de um trio seria um quarteto a disputar a honra desta eleição bacoca: Afonso, Alberto, Álvaro, António, por ordem alfabética, respeitosamente.

sexta-feira, março 23, 2007

BD portuguesa nos jornais (LII) - Mundo Universitário - Autor: José Lopes

Prancha da banda desenhada autoconclusiva "A Primeira Aparição do Homem Branco aos Nativos Americanos", da autoria de José Lopes
in semanário Mundo Universitário nº 61 de 19 Março 07

Até agora já foram publicadas 51 bandas desenhadas, uma em cada número (excepto em alguns dos primeiros, porque ainda não tinha iniciado a minha colaboração, e mais duas falhas), do jornal gratuito Mundo Universitário, que começou por ter periodicidade quinzenal e passou, a certa altura, a semanal.
Por isso, volto a dizer (não digo "volto a repetir" porque, obviamente, isso constitui um pleonasmo bacoco, do qual alguns políticos, e não só, usam e abusam) a frase já quase "slogan":
"O jornal Mundo Universitário é, hoje em dia, a grande montra da banda desenhada portuguesa". Isto atendendo à quantidade e variedade de autores que já colaboraram na sua rubrica BD. Só lhe faz sombra uma publicação especializada: o BDJornal - justiça lhe seja feita - porque, embora actualmente com periodicidade trimestral, tem dado relevante divulgação à BD lusa.
---------------------------------------------
"Post" remissivo
Outras bandas desenhadas podem ser vistas em postagens anteriores, nas datas abaixo indicadas:

Março 16 - Zé Paulo (M.U. nº 60)
" 7 - Lam (M.U. nº 59, 5Março)
" 1 - Ricardo Correia (desenho), André Oliveira (argumento), Ana Maria Baptista (colorido) (M.U. nº 58, 26Fev.)
Fev.12 - Pedro Zamith (M.U. nº 57, 12 Fev.)
" 7 - Nazaré Álvares (MU nº 56, 5 Fev.)
" 7 - Marco Mendes (MU nº 55, 29 Jan.)
Jan. 23 - Ângela Gouveia (MU nº 54, 22 Jan.)
" 16 - Filipe Goulão (MU nº 53, 15 Jan.)
2007 - (lista acima)

Dez.6- A.Rechena
Nov.28 - José Lopes
" 21 - Pedro Alves
" 14 - Nuno Saraiva
" 8 - Pedro Morais
Out.31 - Ricardo Ferrand
" 24 - Algarvio
" 17 - Ricardo Cabral
" 11 - Álvaro
" 5 - Pedro Massano
Set.27 - Derradé
" 24 - Nuno Saraiva

Ainda em 2006, mas após as "férias grandes" (entre 8Jun. e 24Set, lapso de tempo em que o MU não foi editado), a lista de colaboradores vê-se daqui para cima

Jun.8 - Estrompa
Maio 31 - António Valjean
" 24 - Pedro Nogueira
" 20 - Zé Manel
" 16 - Ricardo Cabral e Jorge Cabral
" 12 - Pepedelrey
" 4 - J.Mascarenhas
Abril 5 - Cheila
Março 29 - Pedro Morais
" 20 - Joana Figueiredo (Júcifer)
" 15 - Pedro Nogueira
Fev.14 - A.Rechena
" 8 - Derradé
Jan.19 - Pedro Alves
2006 (lista acima)

Dez.12 - Álvaro
Nov.24 - Luís Valente
" 15 - Paulo Marques e Bruno Silva
Out.28 - Fritz
" 13 - Francisco Sousa Lobo
2005 (Lista acima. Neste ano houve mais autores publicados no MU, mas cujas pranchas não foram reproduzidas aqui no blogue).

segunda-feira, março 19, 2007

Festivais, Salões BD e afins - (Lisboa) - 1º Festival de Banda Desenhada de Lisboa, organizado pelo CPBD em 19 Março 1982, evento pioneiro no género em Portugal


Pequeno cartaz (formato A4), da autoria de Luís Faria (ex Luís Nunes), realizado para divulgação do evento bedéfilo pioneiro português, realizado em Lisboa

O primeiro Festival de Banda Desenhada de Lisboa inaugurou-se no dia 19 de Março de 1982. Há vinte e cinco anos, precisamente.
Como se pode ver pelo cartaz que ilustra este "post" (e desculpe-se ao grafista aquele erro ortográfico - que muito me irritou na altura - de na palavra Francês ter usado um "ç" antes da vogal "e", erro que ainda hoje continua a ser frequente...), o evento decorreu entre 19 e 28 de Março, na antiga FIL, aproveitando um espaço disponível no andar superior, aquando da realização do certame "Nauticampo".
O lançamento de uma iniciativa desse tipo há muito que existia no pensamento dos dirigentes do Clube Português de Banda Desenhada - CPBD (de que este bloguista fazia parte), que tinha sido fundado em 28 de Junho de 1976, como colectividade amadora, privada, e sem intuitos lucrativos.
A oportunidade acabou por surgir, na sequência de uma reunião na FIL entre membros das entidades Embaixada de França, Livraria Bertrand e CPBD. Embora a intenção inicial, defendida pelo representante da Bertrand, Vasco Granja, fosse apenas a montagem de uma exposição de banda desenhada franco-belga e portuguesa, o representante do CPBD (por acaso, o autor destas linhas) lançou a ideia de se alargar o âmbito do acontecimento e elevá-lo à categoria de festival.
Como principal responsável das actividades paralelas às exposições previstas, o Clube, além da mostra de BD portuguesa, encarregou-se de promover diversos colóquios, mesas redondas e sessões de "BD ao Vivo".
Tomando por modelo o pormenor relevante da existência de troféus em festivais congéneres, com relevo para o "Yellow Kid" de Lucca, em Itália (evento pioneiro europeu), e o "Alfred" de Angoulême (posteriormente substituído pelo "Alph'Art"), o CPBD imediatamente criou um troféu a que deu o nome de "Mosquito", em homenagem àquela emblemática revista portuguesa.


Imagem do troféu "O Mosquito", retirada da capa da revista Selecções BD (nº 22-1ª série), publicação classificada, através de votação entre os sócios do CPBD, como "Melhor revista de BD do ano de 1988", troféu entregue à editora "Meribérica/Liber" no 8º Festival de Banda Desenhada - Lisboa 89
Esse troféu passou desde então a ser atribuído anualmente a quem se distinguisse na edição e realização de banda desenhada - neste caso, desenhadores e argumentistas -, aos mais antigos autores com obra de mérito, à melhor banda desenhada, e também a quem prestasse valioso contributo jornalístico à BD, uma ideia inédita na época.
Em 1987, a Direcção do CPBD resolveu criar um troféu chamado "Vinheta", na intenção de galardoar a melhor banda desenhada e o melhor fanzine de cada ano. Também nisto o CPBD criou precedentes em Portugal.
Voltando ao festival: ao nível de localização, devido a dificuldades de vária ordem, o evento teve sempre uma vida errante (facto repetido, algo surpreendentemente, em anos recentes, pelo Salão Lisboa de Ilustração e Banda Desenhada, isto apesar de organizado pela Bedeteca de Lisboa, equipamento cultural com apoio da Câmara Municipal de Lisboa). Esse carácter ambulatório fica patente com a descrição dos locais que o Festival do CPBD utilizou, após os primeiros cinco anos na FIL (em que o espaço foi minguando gradualmente e ter decidido, após esse período inicial, procurar novo poiso); consequentemente, em 1987, na 6ª edição, deslocou-se para o Forum Picoas, graças ao apoio da organização "Regiforum". No ano seguinte, o festival voltou à FIL; em 1989, nova mudança, desta vez para o Espaço Poligrupo, da Rádio Renascença. Em 1990, na sua 9ª edição, regressou ao Forum Picoas. Mas no ano seguinte, devido à imprevista exigência ao CPBD de pagamento de incomportável quantia, o clube viu-se na contingência de procurar nova localização, que acabou por ser no belo edifício do Palácio da Independência (ao Rossio), em instalações cedidas gratuitamente pela Sociedade Histórica da Independência de Portugal - SHIP.
No começo, o espaço atribuído ao festival era extremamente limitado; dois anos depois, as condições melhoravam de forma substancial, visto que passava a realizar-se no Salão Nobre e numa dependência adjacente; em 1995, o evento era mudado para diferente local, com piores condições, menos espaço, e exigência de pagamento, daí ter-se efectuado, pela última e definitiva vez, em 1996.
Tal irregularidade, tanto de localização como de datas (estas sempre dependentes das disponibilidades dos locais onde se ia realizando), impediram uma maior divulgação e implantação definitiva como realização artística e cultural.
Apesar destas limitações, mais as de índole económica da entidade organizadora que sempre afectaram o CPBD, o festival possibilitou aos apreciadores portugueses, a oportunidade de contactarem pessoalmente, pela primeira vez em território nacional, com figuras europeias de grande prestígio: Jean (Moebius) Giraud, Jean-Claude Forest, Claude Moliterni, Danie Dubos, Jesus Blasco, Antonio Hernandez Palacios. Mas também Bilal e Christin, vindos a Portugal em 1986 a convite da Embaixada de França, a fim de participarem na "BDBOOM" (exposição de Banda Desenhada efectuada em simultâneo no CAM-Centro de Arte Moderna da Fundação Gulbenkian e no Palácio Foz), acabaram por colaborar na quinta edição do festival. É de referir que Bilal realizou uma impressionante sessão de "BD ao Vivo", só comparável à que no mesmo local (FIL) protagonizara Moebius, em 1982, num inesquecível "tac-au-tac" com Carlos Barradas.
Por tudo isto, pode afirmar-se que este evento anual, malgrado a sua pequena dimensão, já começava a ser reconhecido, essencialmente pelo público bedéfilo de Lisboa, como elemento importante na divulgação da banda desenhada.
Infelizmente, por cansaço, desânimo, e até desmoralização de alguns dos membros mais activos do clube, o Festival de Banda Desenhada de Lisboa teve a sua última edição, a décima quinta, em 1996.

sexta-feira, março 16, 2007

BD portuguesa em jornais (LI) - Mundo Universitário - Autor: Zé Paulo

Prancha da banda desenhada autoconclusiva "A Velha Ratazana", da autoria (argumento e desenho) de Zé Paulo
in semanário Mundo Universitário nº 60, de 12 Março 07

Zé Paulo (José Paulo Simões) é um autor consagrado, que se tornou conhecido na revista Visão (de BD), publicada entre Abril de 1975 e Maio de 1976. Colaborou posteriormente no semanário "O Fiel Inimigo" (que simplificou mais tarde o título para "O Inimigo"), com uma prancha de BD todas as semanas, enquanto existiu o jornal.
Colaborou também no fanálbum que eu editei, sob o título "Novas 'fitas' de Juca & Zeca".
Com a simplicidade (e modéstia, nem sequer assinou a prancha acima reproduzida) que o caracteriza, prontificou-se de imediato a colaborar na página de BD do Mundo Universitário, um jornal que, entre autores novos e consagrados, se vai consagrando como abrangente montra da figuração narrativa portuguesa.

(Mais detalhes biobliográficos acerca deste autor podem ser lidos e visionados na entrevista que lhe fiz o ano passado, no "post" datado de Junho 30, 2006).
-----------------------------------------------
"Post" remissivo
Outros autores publicados em jornais, maioritariamente no Mundo Universitário, podem ser vistos em postagens anteriores, nas datas abaixo indicadas:

Março 7 - Lam (M.U. nº 59, 5Março)
Março 1 - Ricardo Correia (desenho), André Oliveira (argumento), Ana Maria Baptista (colorido) (M.U. nº 58, 26Fev.)
Fev.12 - Pedro Zamith (M.U. nº 57, 12 Fev.)
Fev. 7 - Nazaré Álvares (MU nº 56, 5 Fev.)
Fev. 7 - Marco Mendes (MU nº 55, 29 Jan.)
Jan. 23 - Ângela Gouveia (MU nº 54, 22 Jan.)
Jan. 16 - Filipe Goulão (MU nº 53, 15 Jan.)
2007 - (lista acima)

Dez.6- A.Rechena
Nov.28 - José Lopes
Nov.21 - Pedro Alves
Nov.14 - Nuno Saraiva
Nov.8 - Pedro Morais
Out.31 - Ricardo Ferrand
Out.24 - Algarvio
Out.17 - Ricardo Cabral
Out.11 - Álvaro
Out.5 - Pedro Massano
Set.27 - Derradé
Set.24 - Nuno Saraiva
Ainda em 2006, mas após as "férias grandes" (entre 8Jun. e 24Set, lapso de tempo em que o MU não foi editado), a lista de colaboradores vê-se daqui para cima

Jun.8 - Estrompa
Maio 31 - António Valjean
Maio 24 - Pedro Nogueira
Maio 20 - Zé Manel
Maio 16 - Ricardo Cabral e Jorge Cabral
Maio 12 - Pepedelrey
Maio 4 - J.Mascarenhas
Abril 5 - Cheila
Março 29 - Pedro Morais
Março 20 - Joana Figueiredo (Júcifer)
Março 15 - Pedro Nogueira
Fev.14 - A.Rechena
Fev.8 - Derradé
Jan.19 - Pedro Alves
2006 (lista acima)

Dez.12 - Álvaro
Nov.24 - Luís Valente
Nov.15 - Paulo Marques e Bruno Silva
Out.28 - Fritz
Out.13 - Francisco Sousa Lobo
2005 (Lista acima. Neste ano houve mais autores publicados no MU, mas cujas pranchas não foram reproduzidas aqui no blogue).

quarta-feira, março 14, 2007

BD portuguesa em revistas não especializadas (XIX) - P'Almada - Autor: Serrano

"Organização", uma banda desenhada da série "Almíscaro", com desenho e argumento de Serrano
in revista P'Almada nº 10 - 2007

O novel autor Serrano continua a arquitectar meandros ficcionais para o herói Almíscaro a que ele próprio deu corpo bidimensional. Desta vez põe-no a protagonizar um retorcido episódio banda-desenhístico com ressonâncias kafkianas e forte sentido crítico.
Tudo acontece quando Almíscaro se decide naturalizar-se (já o tinha visto anteriormente em bd de Serrano, mas não sabia tratar-se de um natural de Marraquexe; na BD vai-se conhecendo uma personagem a pouco e pouco, é tradição recorrente); mal sabia ele, Almíscaro, que até tinha consultado o website do Ministério, que se iniciava ali um inenarrável "diálogo de surdos", com terríveis consequências.
Depois do que lhe aconteceu, como será possível voltar a ver o Almíscaro em novo episódio? O herói está nas mãos do todo poderoso autor.
Aconselha-se sinceramente aos visitantes deste blogue tentarem coleccionar a revista P'Almada porque, além dos episódios da citada bedê, comporta ainda variados motivos de interesse.

P'Almada
#10 - Março 2007
Revista de distribuição gratuita
Formato A4 - Impressa em papel "couché", 24 páginas, incluindo capa e contracapa, totalmente a cores
Direcção: António Matos - Vereador dos Serviços de Acção Sóciocultural, Desporto, Turismo e Informação
Coordenação geral: Ester Margarida Nunes, Andreia Pedro, Miguel Nuno Vargas e Sofia Lino (Divisão da Juventude)
Câmara Municipal de Almada
Endereço electrónico: revista.palmada@gmail.com

domingo, março 11, 2007

Lisboa na Banda Desenhada (V) - Alfama, recantos do bairro lisboeta - Autores: Filipe Andrade (desenho), Filipe Pina (cor)

Imagens do bairro lisboeta de Alfama, pelo traço de Filipe Andrade e cor por Filipe Pina
in BDjornal nº 17, Ano II, Fev./Março 2007

As vinhetas acima reproduzidas, sob o (excelente) traço de Filipe Andrade, sob argumento, e também colorido (ambas as componentes de muito boa qualidade), de Filipe Pina, surgem integradas na prancha inicial do 2º capítulo - parte 1 - da invulgar obra de banda desenhada "BRK", em publicação contínua no BDjornal.

BDjornal esse que, nunca é de mais repetir, constitui a mais corajosa iniciativa editorial dos últimos tempos, cujo, teimosa e persistentemente, vai sobrevivendo no agonizante panorama das edições periódicas de BD no portugalito-quintal-ibérico.
--------------------------------------------------
"Post"remissivo
Deste mesmo tema podem ser vistas entradas nas datas seguintes da coluna "Archives":

(IV) Fev. 9 - Bairro dos Olivais com espaços verdes à vista - Autor: Ricardo Cabral
2007 - Daqui para cima

(III) Julho, 18 - Terreiro do Paço submerso - Autor: António Jorge Gonçalves
(II) Junho, 19 - Elevador de Santa Justa - Autor: Zé Paulo
(I) Maio, 21 - Torre de Belém e Convento do Carmo vistos em picado - Autor: Victor Mesquita
2006 - Daqui para cima

Mangá "made in" Portugal (V) - Autor: Hugo Teixeira

Prancha do capítulo 2, "Sempou", da bd "Os monótonos monólogos de um vagabundo", da autoria de Hugo Teixeira
in
BDjornal nº 17, Ano II, Fev./Março 2007


Hugo Teixeira é um dos já numerosos bedéfilos entusiasmados com as mangás (por outras palavras, as bandas desenhadas essencialmente de origem japonesa, embora, como se vê, também já haja autores europeus a cultivar o estilo). 
Com a particularidade,referenciadamente ao jovem Hugo de, possivelmente, ter passado de leitor-visionador a autor-artista. Com sensibilidade e inteligência suficientes para não se limitar a repetir alguns dos estereótipos das mangás (os olhos redondos, tipo "bambi" disneyano, e as grandes bocas vazias). Teixeira assimila o que há de mais positivo na corrente gráfica nipónica. Muito bem.
---------------------------------------------
"Post" remissivo
Há outros textos e imagens sobre o tema Mangá "made in" Portugal:

(III) Dez., 8 - Autor(a): Vanessa Nobre
(II) Julho, 8 - Autores: Pedro Roxo Nogueira (desenho), Paula Cunha (argumento)
(I) Junho, 28 - Autores: Ana Freitas (desenho), Nuno Duarte (argumento)
2006 - Daqui para cima

Banda Desenhada portuguesa em publicações periódicas de BD (I) Autor: Filipe Andrade

Prancha do 2º capítulo da banda desenhada BRK, da autoria completa de Filipe Andrade
in BDjornal nº 17, Ano II, Fev./Março 2007

Nas páginas da publicação bimestral BD Jornal, no já um tanto em desuso sistema de "continua no próximo número", mantém-se disponível para visionamento a obra, a cores, titulada "BRK", criada em autoria única por Filipe Andrade, jovem autor pleno de potencialidades.

sábado, março 10, 2007

BD portuguesa em revistas não especializadas (XVIII) - Underworld - Autor: Ricardo Reis (desenho), André Oliveira (argumento, Ana Baptista (colorido)

Prancha inicial da banda desenhada "Pietá", da autoria de Ricardo Reis (desenho), André Oliveira (argumento) e Ana Baptista (cor)

Banda desenhada publicada na "Underworld - Entulho Informativo", nº 22, com data de Inverno 06/07.

Eis mais uma publicação gratuita, com a muito boa tiragem de 9000 exemplares, já no Ano XI de existência, que, com frequência, surpreende visualmente à conta das capas com que se apresenta. Como acontece, desta vez, com a ilustração de Pedro Zamith. E, em vezes anteriores, com outros artistas de talento, nomeadamente João Maio Pinto.

2ª prancha (e última) da bd "Pietá"

Falando da bd de que aqui se reproduzem as duas pranchas (com a devida vénia aos editor e director da revista), ela seria para continuar, como se depreende da frase "E a saga continua", com que termina a última prancha. Todavia, nada de concreto me sabe dizer André Oliveira, argumentista e líder do trio de autores. De facto, tudo depende do interesse do editor da revista "Underworld - Entulho Informativo" na continuação desta narração figurativa com execução gráfica de qualidade a merecer apoio.
Note-se que deste trio de autores, dois deles André Oliveira, argumentista, e Ana [Maria]Baptista, responsável pela coloração, já foram anteriormente apresentados aqui no blogue, num "post" datado de 1 de Março, na rubrica "BD portuguesa nos jornais (LIII) - Mundo Universitário", com a banda desenhada "Styrofoamworld", em que apenas mudava o autor do desenho, que era Ricardo Correia. Tudo gente universitária, apreciadora de BD.
--------------------------------------
"Post" remissivo
Exemplos anteriores de bedês publicadas em revistas alheias à Banda Desenhada, indicando-se a data do "post" para facilitar a pesquisa na coluna "Archives"
(XVII) Março 6 - Motociclismo - Autor: Luís Pinto-Coelho
(XVI) Fev. 27 - Jazz.pt - Autor: C. Zingr (Corujo Zíngaro)
(XV) Jan. 23 - Visão Júnior - Autores: Pedro Morais e Luís Almeida Martins
2007 Daqui para cima

(XIV) Dez. 27 - Dominium - Autores: Sub Verso e Bad Kitty
(XIII) Dez. 9 - Revista "C" - Autores: Miguel Rocha e José Carlos Fernandes
(XII) Set. 29 - Textos e Pretextos - Ricardo Pires Machado
(XI) Junho 17 - Ripa na Rapaqueca - Autor: João Ferreira
(X) Maio 6 - Motociclismo - Autor: Luís Pinto-Coelho
(IX) Abril 23 - Underworld - Autor: João Maio Pinto
(VIII) Abril 23 - Revista da Armada - Autor: Antunes
(VII) Abril 23 - Louletano - Autor: E.T.Coelho (reedição)
(VI) Abril 10 - Revista C - Autores: Miguel Rocha e José Carlos Fernandes
(V) Abril 2 - Megajogos - Autor: Algarvio
(IV) Março 13 - Kulto - Autores: Ana Freitas e Nuno Duarte
(III) Março 3 - Gente Jovem - Autor: Algarvio
(II) Fev.25 - Vega - Autor: Richard Câmara(I) Fev. 18 - Periférica - Autores: Hugo Pena e Jorge Pedro Ferreira
2006 - Daqui para cima

sexta-feira, março 09, 2007

BD portuguesa nos fanzines (VIII) - Autor: Ricardo Ferrand

Penúltima prancha da banda desenhada "O Coelho", da autoria de Ricardo Ferrand

Última prancha da bd "O Coelho"

Uma bd sem palavras é uma forma de linguagem universal: tanto pode ser apreciada aqui como na China. Ferrand é exímio neste registo, tanto na BD adulta como na infantil. 
Esta pequena ficção humorística, concretizada em imagem sequencial, foi publicada no fanzine Juvebedê nº36, de Dezembro 2006.

Nota: A prancha inicial está reproduzida no blogue Fanzines de Banda Desenhada, no endereço:
http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.com

-------------------------------------------------

"Post" remissivo

Deste mesmo tema há mais bedês e outros autores visionáveis. Basta ir à coluna "Archives" e clicar nas seguintes datas:

(VII) Jan.6 - Autores: João Maio Pinto, Joana Figueiredo, Pedro Zamith, Filipe Abranches, André Lemos, JCoelho, Pepedelrey, Chambel, Feitor& S.G.
2007 - Daqui para cima
(VI) Dez. 20 - Autor: Nuno Sarabando
(V) Nov. 24 - Autor: Paulo Monteiro
(IV) Nov. 12 - Autor: José Lopes
(III) Nov. 9 - Autores: Aires Melo (desenho), Daniel Maia (argumento)
(II) Nov. 1 - Autores: Rui Lacas, Pepedelrey, JCoelho, Pedro Nogueira, Renato Abreu
(I) Out. 14 - Autores: Pedro Figue (desenho), Daniel Maia (argumento)
2006 - Daqui para cima

quarta-feira, março 07, 2007

BD portuguesa nos jornais (LIV) - Mundo Universitário - Autor: Lam

Reprodução da prancha da autoria de Lam
publicada no semanário Mundo Universitário de 5 Março 07

Comecei a fixar o nome Lam (com ressonâncias macaenses) quando se publicava o semanário O Fiel Inimigo (o título acabou por ser simplificado para O Inimigo), onde ele colaborava, juntamente com Nuno Saraiva, Zé Paulo e outros cujos nomes agora não me ocorrem.
Há uns anos acabei por conhecer o João Pedro Lam no Alentejo, em Moura, aquando do respectivo Salão de Banda Desenhada. Convidei-o recentemente a colaborar, com uma bd autoconclusiva numa só prancha, a que ele correspondeu rapidamente: ao fim de uma semana já tinha a obra em meu poder. Aqui está ela para poder ser visionada por quem não consegue arranjar um exemplar do Mundo Universitário - MU, semanário gratuito distribuído por numerosas universidades de norte a sul do país.
------------------------------------------------
"Post" remissivo
Outros autores publicados neste jornal podem ser vistos em postagens anteriores, nas datas abaixo indicadas:
Março 1 - Ricardo Correia (desenho), André Oliveira (argumento), Ana Maria Baptista (colorido) (M.U. nº 58, 26Fev.)
Fev.12 - Pedro Zamith (M.U. nº 57, 12 Fev.)
Fev. 7 - Nazaré Álvares (MU nº 56, 5 Fev.)
Fev. 7 - Marco Mendes (MU nº 55, 29 Jan.)
Jan. 23 - Ângela Gouveia (MU nº 54, 22 Jan.)
Jan. 16 - Filipe Goulão (MU nº 53, 15 Jan.)
2007 - (lista acima)
Dez.6- A.Rechena
Nov.28 - José Lopes
Nov.21 - Pedro Alves
Nov.14 - Nuno Saraiva
Nov.8 - Pedro Morais
Out.31 - Ricardo Ferrand
Out.24 - Algarvio
Out.17 - Ricardo Cabral
Out.11 - Álvaro
Out.5 - Pedro Massano
Set.27 - Derradé
Set.24 - Nuno Saraiva
Ainda em 2006, mas após as "férias grandes" (entre 8Jun. e 24Set, lapso de tempo em que o MU não foi editado), a lista de colaboradores vê-se daqui para cima
Jun.8 - Estrompa
Maio 31 - António Valjean
Maio 24 - Pedro Nogueira
Maio 20 - Zé Manel
Maio 16 - Ricardo Cabral e Jorge Cabral
Maio 12 - Pepedelrey
Maio 4 - J.Mascarenhas
Abril 5 - Cheila
Março 29 - Pedro Morais
Março 20 - Joana Figueiredo
Março 15 - Pedro Nogueira
Fev.14 - A.Rechena
Fev.8 - Derradé
Jan.19 - Pedro Alves
2006 (lista acima)
Dez.12 - Álvaro
Nov.24 - Luís Valente
Nov.15 - Paulo Marques e Bruno Silva
Out.28 - Fritz
Out.13 - Francisco Sousa Lobo
2005 (Lista acima. Neste ano houve mais autores publicados no MU, mas cujas pranchas não foram reproduzidas aqui no blogue).

terça-feira, março 06, 2007

BD portuguesa em revistas não especializadas (LIV) - Motociclismo - Autor: Luís Pinto-Coelho

Mais uma prancha, mais uma corrida, mais uma aventura, de Tom Vitoín, personagem da autoria de Luís Pinto-Coelho.
in revista Motociclismo, edição de Março 07

Nota: Este autor será hoje o Homenageado da Associação Informal Tertúlia BD de Lisboa. Quem estiver interessado em tomar conhecimento com alguns elementos biográficos dele, pode visitar o "post" anterior.

Tertúlia BD de Lisboa - 269º Encontro

Autocaricatura de Luís Pinto-Coelho, que ilustrou a sua autobiografia quando, em 1995, foi o Convidado Especial da Tertúlia BD de Lisboa

Hoje, que Luís Pinto-Coelho vai ser o Homenageado da tertúlia acima citada, obviamente que, na sua autobiografia actualizada, a autocaricatura está algo diferente - já se passaram doze anos... 

 

LUÍS PINTO COELHO

Síntese biográfica

Luís de Almeida e Vasconcellos Pinto-Coelho (Lisboa, 1959), iniciou-se publicamente na BD em 1990, no Moto-Jornal. 
Dois anos mais tarde, no nº 14 da revista Motociclismo, debutou a série Odisseias de um Motard - Aventuras e Desventuras de um Motociclista Português, que sempre tem mantido à cadência de uma prancha mensal, em episódios autoconclusivos, a cores, com o seu herói Tom Vitoín (nome originado na expressão técnica "V-Twin").
Aquelas "odisseias" estão recolhidas em álbuns (com idêntico título ao usado na revista), editados nos anos 1996, 1999, 2003 (o primeiro, na sua edição inicial, não aparecia numerado, e os outros têm os nºs 2 e 3). 
O nº 4 foi lançado publicamente no dia 4 de Março, apesar de já estar editado desde Janeiro.
Além destes, fez também em 2003, sob argumento de Elisabete Jacinto, "Os Portugas no Dakar", única obra até hoje em que não é autor completo (nas restantes quatro são dele o argumento, o desenho, a legendagem e o colorido).

Em 1995 foi Convidado Especial desta Associação Informal. Doze anos, cento e oitenta e duas pranchas publicadas na já citada revista, e cinco álbuns depois, tem direito a "upgrading", passando ao nível mais elevado através da atribuição do Diploma de Honra, que o classifica como Homenageado da Tertúlia BD de Lisboa.

Nota: A 182ª prancha/episódio autoconclusivo da série, pode ser vista no "post" seguinte, colocado por cima deste.

domingo, março 04, 2007

2º Concurso de BD Infanto-Juvenil de Colares - 2007

Cartaz da autoria de Paulo Marques

Em segunda edição, voltou a acontecer este concurso de BD, numa concepção singular: os participantes têm de fazer uma banda desenhada partindo do papel em branco, ao longo de uma manhã. Após a realização inicial, em 2006, deste desafio dedicado a crianças e jovens, repetiu-se ontem, 3 de Março, sob a égide colectiva das entidades: Associação Cultural Alagamares, Grupo Entropia - Apoio às Artes, Associação Cultural "Primo Canto" e Sport União Colarense, esta a fornecer apoio logístico.
A invulgar iniciativa, levada a cabo em Colares, abrange apenas participantes cujas idades não ultrapassem os dezasseis anos. Desta vez houve 16 concorrentes.
Tal como o ano passado, o início dos trabalhos teve início às 9h00, desenrolando-se até cerca das 14h00. Cada uma das crianças e adolescentes podia fazer a sua bd num máximo de quatro pranchas, em formato A4, a preto e branco ou a cores.
O 1º escalão (dos 13 aos 16 anos), com três concorrentes, teve como vencedor Igor Seabra, de 13 anos.
Nota: Não reproduzo a prancha vencedora, devido à sua escassa qualidade. Se eu tivesse podido ter participado no júri, como aconteceu o ano passado, teria pugnado para que o prémio não fosse atribuído. O concorrente está naquela fase indecisa em que, por via da idade, passou ao escalão seguinte, mas ainda continua a desenhar como se tivesse entre 8 e 12 anos, com a agravante de ter desenhado de forma demasiado desprendida, sem demonstrar brio que lhe valesse o prémio. Menção Honrosa teria sido a minha opinião, apenas para lhe manter o interesse pela BD.
No 2º escalão (dos 8 aos 12 anos), o qual agrupou onze participantes, houve duas vencedoras, ex-aequo:


Tatiana Araújo, de 10 anos, que fez uma bd numa só prancha, a cores, sem título (acima reproduzida).
e Margarida Matos, de 11 anos, autora de uma bd a preto e branco, em duas pranchas, sob o título "Jackson".
O júri foi composto por Paulo Marques (do grupo Entropia), Fernando Wintermantel (da Feira Ecológica de Sintra), Paulo Escoto (da Associação Alagamares) e Edgar Raposo ( da Associação Chili com Carne - CCC).

quinta-feira, março 01, 2007

BD portuguesa nos jornais (LIII) - Mundo Universitário - Autores: Ricardo Correia (des.), André Oliveira (arg.), Ana Maria Baptista (cor)

Reprodução da banda desenhada autoconclusiva Styrofoamworld, da autoria de Ricardo Correia (desenhador e arte-finalista), André Oliveira (argumentista), Ana Maria Baptista (colorista)

in semanário Mundo Universitário, nº 58 - 26 Fev 07
-----------------------------------------------------
"Post" remissivo
Outros autores publicados neste jornal podem ser vistos em postagens anteriores, nas datas abaixo indicadas:
Fev.12 - Pedro Zamith (M.U. nº 57, 12 Fev.)
Fev. 7 - Nazaré Álvares (MU nº 56, 5 Fev.)
Fev. 7 - Marco Mendes (MU nº 55, 29 Jan.)
Jan. 23 - Ângela Gouveia (MU nº 54, 22 Jan.)
Jan. 16 - Filipe Goulão (MU nº 53, 15 Jan.)
2007 - (lista acima)
Dez.6-A.Rechena
Nov.28-José Lopes
Nov.21-Pedro Alves
Nov.14-Nuno Saraiva
Nov.8-Pedro Morais
Out.31-Ricardo Ferrand
Out.24-Algarvio
Out.17-Ricardo Cabral
Out.11-Álvaro
Out.5-Pedro Massano
Set.27-Derradé
Set.24-Nuno Saraiva
Ainda em 2006, mas após as "férias grandes" (entre 8Jun. e 24Set, lapso de tempo em que o MU não foi editado), a lista de colaboradores vê-se daqui para cima
Jun.8-Estrompa
Maio 31-António Valjean
Maio 24-Pedro Nogueira
Maio 20-Zé Manel
Maio 16-Ricardo Cabral e Jorge Cabral
Maio 12-Pepedelrey
Maio 4-J.Mascarenhas
Abril 5-Cheila
Março-29 -Pedro Morais
Março-20-Joana Figueiredo
Março-15-Pedro Nogueira
Fev.14-A.Rechena
Fev.8-Derradé
Jan.19-Pedro Alves
2006 (lista acima)
Dez.12-Álvaro
Nov.24-Luís Valente
Nov.15-Paulo Marques e Bruno Silva
Out.28-Fritz
Out.13-Francisco Sousa Lobo
2005 (Lista acima. Neste ano houve mais autores publicados no MU, mas cujas pranchas não foram reproduzidas aqui no blogue).